sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Vicissitudes do mercado

Novos ídolos?

Acho sempre engraçado ninguém confiar na palavra (escrita) dos jornais a maior parte do tempo, mas quando estes publicam notícias felizes, ninguém duvidar! :)

É certo e sabido que até ao fecho do mercado, vão existir muitas surpresas no nosso Benfica. Vejamos...

A fazer crer nas notícias das capas dos jornaleiros nacionais, o Benfica livra-se de uma assentada de pesos mortos do plantel e da folha de remunerações - casos de Michel, SidneiKardecSaviola, Yannick Djaló e Emerson.

Jogadores que quer pelo seu elevado ordenado, fraca perspectiva de rentabilização e desadequação ao clube (na óptica de Jesus), não vão permanecer no plantel este ano.

Como se não bastasse, escrevem-nos os escribas regulares da imprensa escrita que, o Benfica pode estar na iminência de no 'último minuto' desta gestão desportiva sempre com discernimento, celeridade negocial e atenção ao mercado, acertar duas contratações que na minha opinião pessoal são do mais acertado que se viu nos últimos anos - falo de Lima e Sílvio.

Um defesa de experiência e categoria para fazer os dois lados da defesa - Sílvio - e um avançado de provas dadas, que foi a par de Cardozo, dos melhores marcadores (avançados) do último campeonato - Lima.

- Ter opções seguras, experientes e com currículo no plantel em troca de jovens inexperientes adaptações, para mim é positivo;

- Ter no plantel os dois melhores marcadores do último campeonato, para mim é positivo;

- Ter opções na defesa, para fazer face a qualquer eventualidade à titularidade de Maxi Pereira e Melgarejo, para mim é positivo;

- Largar lastro no plantel, para possibilitar as entrada de jovens (p.ex.: equipa B) caso seja necessário, para mim é positivo;

- Poupar milhões de euros em ordenados, numa gestão concertada entre futuras valorizações e fechos de ciclo, possibilitando maior fôlego na tesouraria, para mim é positivo!

Infelizmente para nós os jornaleiros, também equacionam uma 'oferta irrecusável' por Javi Garcia - para mim um dos pilares defensivos desta equipa - ou até de Cardozo.

A crise afecta todo o mundo. E o mundo desportivo ressente-se de igual modo.
No Benfica em particular, estamos habituados a rentabilizar e vender jogadores jovens para super-equipas.
Não me chocaria na realidade a saída destes dois monstros, mesmo por valores abaixo das cláusulas.

São jogadores internacionais, com ordenados elevados, com pouca margem de progressão, fortemente assediados - nem que seja pelos seus empresários - e com interesse em novos desafios e recompensas financeiras. O futebol actual não contempla sentimentalismos clubísticos.

Por isso, questiono-vos já: Saíndo Javi ou Cardozo (ou os dois), necessitaríamos de recorrer rapidamente ao mercado? Quem seria interessante para os substituir, recorrendo (1) à liga nacional /(2) ao estrangeiro?

Aguardo as vossas opiniões!
Gloriosas Saudações



Entradas e saídas

Saviola já saiu.
Émerson também saiu.
Em ambos os casos o Benfica perdeu dinheiro.
5 Milhões tinha custado o Argentino. O brasileiro 2.5 Milhões. Este último sai por 1.6 Milhões.
Do mal o menos, quer um quer outro dificilmente gerariam lucro.

Ao que parece Yannick será emprestado para o Toulouse.
Fala-se que Lima entra,por 5 Milhões + Kardec e Michel. A ser verdade é uma grande entrada.
Embora fique caro. Tem 30 anos.
Fala-se que Sílvio vem para a esquerda. Na minha opinião seria óptima noticia.
Amanhã já saberemos o que é verdade ou falso.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Na hora do Adeus....

Hoje foi o último dia de Saviola, na luz!
É o culminar de 3 épocas de águia ao peito.


Foi sempre um prazer ver Saviola jogar. O 1º ano foi de sonho. Contribuiu e muito para o título do Benfica.
Na época seguinte, manteve a titularidade, mas o seu nível exibicional baixou tremendamente. Na época anterior a esta, perdeu o seu espaço e este ano não iria ser diferente. Em virtude de ser um atleta com um salário extremamente alto, a saída para o Málaga, acaba por ser uma boa solução. O Benfica reduz a sua folha salarial, e deixa sair um jogador que já não vai a tempo de voltar a ser grande. Nestas coisas há que deixar o sentimento de lado, e defender o Benfica racionalmente.

Apesar de tudo, foi um enorme prazer ver Saviola a jogar pelo Benfica. Recordo, à cabeça, o golo na luz a 20/12/2009... um golo típico de El Conejo. O adversário era o FC Porto. Aproveitou a confusão, fugiu da marcação, e no final apareceu na cara de Hélton a fazer o golo da vitória.
Todos nos recordamos do golo marcado na luz, contra a Académica, o slalon contra o Belenenses, no Restelo, todos no ano do título. Lembro-me de um golo em Vila do Conde que resolveu um jogo muito difícil contra o Rio Ave.


Poucos jogadores representaram o nosso clube, com tanto profissionalismo. Respeitou os adeptos, respeito sempre os seus adversários, e nunca em momento algum criou problemas de balneário, mesmo quando foi remetido para o banco de suplentes, perdendo o lugar para jogadores bem mais novos e bem menos conceituados.
As jogadas com Aimar, ficaram para sempre na nossa memória colectiva.
Para mim foi um enorme prazer e orgulho ver Saviola na luz.
As últimas palavras de Saviola demonstram que o seu carácter é tão grande como o seu talento.

A mensagem, acima de tudo, que quero deixar é de agradecimento aos adeptos, que tiveram sempre muito respeito por mim e muita paixão em relação ao futebol com o qual os podia brindar”
...Chegámos a acordo com o treinador e com o presidente para que possa mudar de ares, porque já tenho 30 anos e quer ver se posso ir para o clube que me permita jogar mais minutos. Quero agradecer à equipa técnica e ao presidente por entenderem a minha situação. Desta forma decidimos terminar este ciclo da melhor forma, com as duas partes a entenderem-se e quero agradecer-lhes por isso. Um agradecimento também aos meus companheiros, pois estive três anos no Clube e fiz grandes amigos. Levo daqui recordações muito fortes e bonitas, pois encontrei pessoas que me ajudaram muito.
Sempre vou querer o melhor para o Clube e gostava de voltar a visitar os meus antigos companheiros e assistir a um jogo no Estádio
O melhor momento foi, sem dúvida, quando cheguei no primeiro ano, onde conseguimos vencer o Campeonato, Foi muito bom a festa que se viveu no centro de Lisboa, ver tanta gente a festejar foi das coisas mais bonitas que vivi. Ter estado num dos melhores Clubes do Mundo foi um dos melhores momentos e sei que levo carinho dos meus companheiros."

Venham eles!

Vamos a eles BENFICA, sem medo!

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Obrigado Saviola

Entre os melhores avançados a ter representado o Glorioso.

Três dias para decisões importantes

Preocupado?


Daqui a três dias encerra o mercado de transferências.
Há clubes que rezam para que acabe rápido e outros que rezam para perdurar até venderem jogadores por €100 milhões.

Não sei qual será o sentimento de LFV relativamente a este período final para vender/comprar jogadores, no entanto, depois da anedota do dia, comentada e encomendada aos sete ventos em televisão nacional, fica difícil ao presidente vender jogadores para acertar passivos e meios financeiros líquidos! :)

O corrupto do freixo, percebeu naturalmente que em ano de eleições no clube rival, fazia furor como ele gosta espalhafatosamente de fazer, não vender nenhum jogador, - depois de já ter vendido "intransferíveis" abaixo da cláusula e acertando valores aos sacos azuis - forçando provavelmente o seu clube a vender em Janeiro para aguentar no momento esta pressão ofensiva do Glorioso, até que os poderes obscuros façam o seu trabalhinho - vem aí o Nacional, não esqueçam - e forçando a opinião pública a pedir o mesmo a LFV.

Toda a gente sabe, até porque já não haverá muitos milionários nesta crise por aí com condições financeiras para bater na mesa os números que o bimbo quer. E também sabemos que por aqueles lados, "o que hoje é verdade, amanhã é mentira!"  Sobre essas negociatas corruptas, ainda haveremos de ter mais notícias, mas também não me tiram o sono.

O que me vai preocupando é a política comercial do Benfica.
Percebemos claramente que a entrada de novos extremos neste defeso - Ola John e Salvio - serviria para colmatar as saídas de (talvez) Gaitán e Nolito. Hoje e desde à alguns dias, os jornaleiros como costume, enumeram todos os alvos supostamente apetecíveis para compra por entidades externas, não importa quem sejam.

Para mim, vender pilares defensivos ou ofensivos da equipa é uma estratégia errada e nem sequer possível de equacionar, para quem pretende ter condições de ambicionar o título nacional.

A juntar a isso, a pressão dos adeptos do Benfica para que não se vendam jogadores - excepto talvez Gaitán - é grande e LFV terá que ponderar entre a insatisfação da massa adepta e votante e o equilíbrio financeiro. 

E é neste sentido, que o melhor que podia acontecer era venderem-se as figuras-chave dos nossos rivais, para que LFV tivesse "caminho aberto" para fazer o mesmo.

A ver vamos.





segunda-feira, 27 de agosto de 2012

E depois dos cinco!?


Gosto muito deste miúdo no Benfica!


O que eu adoro os benfiquistas!
De bestial passamos a besta num instante e, quase por magia, podemos voltar a ser bestiais.

Ontem, fruto de uma entrada ríspida de Amoreirinha - correcta a decisão do árbitro - o jogo que se vendia difícil tornou-se mais fácil, as bestas dos nossos jogadores transformaram-se em verdadeiros prodígios da bola e o mestre da táctica, mostrou que está aí para as curvas.

Ora já a minha avó dizia: "por morrer uma andorinha, não se acaba a primavera" ou futebolisticamente falando, "por ganharmos um jogo, não somos logo campeões!"

Calma! Ainda falta muito.

Não me entendam mal! O Benfica ontem foi superior, ganhou justamente e apresentou um belíssimo espectáculo e portanto deve-se dar o mérito aos participantes/executantes. Mas convenhamos, o adversário tornou aquilo mais fácil!

Não quero ser pessimista, mas tenho que ser cauteloso no mínimo. A equipa está em crescimento e o que hoje é uma realidade, pode não o ser depois. Por mim, adorava estar errado todas as semanas e que Jesus me fizesse engolir sapos com a sua destreza e sapiência técnico-tática.

Não quero ser otimista, mas tenho que ficar feliz. A bem ou mal, os homens cumpriram com "chapa 5" o que se lhe pedia, jogaram bem e bonito e o plantel revela soluções interessantes. Mas não vou "embandeirar em arco", como os jornaleiros vão querer fazer a partir de agora, como é costume.

Quando uma arbitragem tradicionalmente tendenciosa passa (quase) incólume, quando uma equipa sadina tradicionalmente ferrenha se coloca à mercê do "rolo compressor" e quando uma equipa tão criticada é agora amplamente elogiada...o pobre aqui, desconfia!

Venha o próximo e Carrega Benfica!

7 minutos de incerteza

Durante os primeiros sete minutos, pensei que o Benfica iria passar por dificuldades no Bonfim. Até que Amoreirinha resolveu ser expulso. Depois de passar toda a semana a "levar pancada", Melgarejo levou mais uma entrada dura do central Português. Depois da expulsão, o Benfica passeou-se em Setúbal. Construiu uma vitória robusta e tranquila que coloca desde já o Benfica na liderança.


Neste jogo destacaria uma punhado de exibições que estiveram a um nível superior. Artur sempre que foi chamado esteve seguro. Na 1ª parte ainda o jogo estava 0-1, fez duas defesas espectaculares. Garay fez um jogão, neste momento é claramente o melhor central das águias. Melgarejo não teve trabalho defensivo, mas a atacar esteve soberbo. É uma pena haver tantos alas no plantel. Rodrigo fez um jogo muito bom. Para além de dar velocidade ao ataque, desequilibrou toda a defensiva sadina. Por fim, Sálvio. Mais um grande jogo, mais um golo. Agarrou o lugar e deve ser titular a época toda.

3 pontos para a luz.



PS.
De realçar a atitude da equipa no 1º golo. O passe para Rodrigo facturar é de Melgarejo. Os colegas não foram atrás do marcador, preferiram festejar com o Paraguaio. Uma atitude que demonstra que apesar das inúmeras tentativas de minar o balneário, o plantel encarnado continua unido. Unido em volta de um colega que teve uma semana terrível.

sábado, 25 de agosto de 2012

Et Pluribus Unum

União benfiquista!

Boa tarde benfiquistas,

Sou um ávido leitor de todos os artigos, comentários e notícias envolvendo o Benfica, fora e dentro da internet.

A nossa religião encarnada leva-nos, quase à semelhança das ideologias cristãs, - que se inspiram em Cristo (só para não confundir com Jesus) - a basearmos as nossas crenças e medidas de "salvação da alma benfiquista" em opiniões, planos e estratégias diferentes mas em tudo similares e positivas já que estamos todos imbuídos das mesmas cores.

Mais ou menos extremismo ou passividade, mais ou menos exaltação ou compreensão, queremos todos mais para o Benfica, queremos vê-lo campeão em todas as modalidades até o fazer o mais grandioso clube do Mundo - aos olhos de terceiros, porque aos nossos já o é!

Então porque não juntar todas estas vozes "discordantes" e tentar fazer delas concordantes? Em prol do Benfica, sem o umbiguismo de querermos ser mais e melhores do que os outros, apenas servindo o Benfica com todo a nossa convicção e esforço?

A mística benfiquista!
Ao jeito do que o povo islandês pela sua economia. Ao jeito do que o Bloco de Esquerda (não sou partidário) fez pela esquerda, ao jeito de uma associação de benfiquistas?

A ideia já não será nova, ninguém quer fazer "sombra" ao Benfica, mas eu vejo-o como necessário atendendo a todo este fulgor e fome de vitórias que se vê pelo nosso país de lés-a-lés.

Imaginem-nos todos juntos em força em prol do Benfica, num plano inequívoco e sincronizado de apoio?

Falo de executar campanhas, projetos e planos para ajudar o Benfica, mesmo aqueles que não o possam ser rapidamente executados pela direcção?

Leio 40 (ou mais) blogs do Benfica todos os dias, todos falam do mesmo, da nossa realidade, com tristeza, com fúria pelas injustiças, muitos desvendam os planos maquiavélicos, muitos agem em prol do Benfica, mas ...pergunto: Porque que temos que fazê-lo sem organização, sem apoio? Porquê fazê-lo sozinhos?

Eu não gosto de falar sozinho, não tenho (para já) nenhuma vontade esquizofrénica de mudar o mundo do futebol sozinho, sem o apoio dos meus consócios, adeptos e simpatizantes do Glorioso!

A nossa "desunião", fruto da nossa pluridade de opiniões (ao contrário dos outros)é onde reside a força dos outros. Eles sabem que "quebram as nossas colunas", fazendo dos jornalecos diários a sua cavalaria e aproveitando nosso desnorte para nos colocarem uns contra os outros e guerrearem como bem entendem.

Vamos para a 2ª jornada do campeonato nacional e o "circo já está montado", as velhas "armadilhas" e os mesmos personagens de sempre. Até nisso mostram desrespeito porque já nem inovam.
E nós assistimos impávidos e "serenos", sem fazer realmente ALGO que possa mexer-lhes no orgulho, que os ameace, que os amedronte. A passividade e a cultura de anti-choque foi o que nos levou aqui.

É uma táctica de guerrilha, camuflada, que não pode fazer face à nossa força e número.
Então porque não combatê-los da mesma forma? Poucos mas bons, unidos somos mais fortes.
Depositamos todos os nossos anseios e esperanças na equipa, mas principalmente na atenção - por vezes (muitas) descuidada - de quem nos "governa" nas altas instâncias benfiquistas.

Gritem e mostrem a vossa insatisfação!

E quando é que o nosso clube é regulado por altas e inacessíveis instâncias? O Benfica é de todos, ninguém manda e todos mandam: ET PLURIBUS UNUM, esqueceram?

Ok, não gostamos do LFV, mas gostamos do Benfica e podemos fazzer coisas por ele.

Ok, não concordamos com esta ou aquela contratação, ou opção táctica, mas adoramos o Glorioso e queremos vê-lo vencer.

Então, "restar-nos-ia" fazer das fraquezas e debilidades do nosso Benfica em pontos fortes.

Porque não?
Digam-me por favor, porque não fazê-lo? Em que condições?
Preferem atirar pedras uns aos outros? Guerrear internamente? A comparar o tamanho dos se...?

Grande abraço a todos os que vão ler esta mensagem e reflitam sobre os prós e contras da nossa união.
E se porventura acharem "razoável" unir as nossas vontades e desejos em prol do Benfica, então dêem a vossa opinião.

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

As maroscas habituais


Não contentes com o roubo de pontos na 1ª jornada - sim falo do golo mal-validado contra o braguinha - eis que: Jorge Sousa é o próximo que se segue!

As forças obscuras têm que ganhar vantagem rapidamente, para poderem ganhar distância, para que logo após, o Benfica se quebre na desunião interna e se possam vender todos os jogadores do plantel azul-corrupto sem se levantarem críticas e suspeitas dos adeptos do freixo.

E coloca-se um árbitro da associação lisboeta no confronto a norte, para à boa maneira manhosa que já conhecemos, não haver críticas e arranjar justificações! Não podemos é, como toda a gente sabe, comparar um árbitro com um super-morcão.

E assim se vai construindo o mesmo filme de sempre, até ao final esperado (?!)


Os últimos 20 anos

Toni : 1992/93-1993/94
Artur Jorge : 1994/95
Mário Wilson: 1995/96
Paulo Autuori : 1996/97
Manuel José : 1996/97-1997/98
Mário Wilson: 1997/98
Graeme Souness : 1997/98-1998/99
Shéu Han : 1998/99
Jupp Heynckes : 1999/00-2000/01
José Mourinho : 2000/01
Toni : 2000/01-2001/02
Jesualdo Ferreira : 2001/02-2002/03
José Antonio Camacho : 2002/03-2003/04
Giovanni Trapattoni : 2004/2005
Ronald Koeman : 2005/2006
Fernando Santos : 2006/07-2007
José Antonio Camacho : 2007/2008
Fernando Chalana: 2008
Quique Flores: 2008/2009
Jorge Jesus: 2009/...

20 anos...17 treinadores
Quantos foram campeões?
Toni, Trapattoni e Jesus.....
Quem quer ver Jesus pelas costas...acha mesmo que vamos ficar melhores sem ele????
Quando Toni saiu só voltamos a ganhar 10 anos depois.... quando Trapattoni saiu só voltamos a ganhar 6 anos depois...
Pensem bem....antes de decidir!

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Análise da 1ª jornada 2012/2013

Benfica- 2 : Braga- 2

48'
Golo limpo do Benfica. O cruzamento de Rodrigo bate na mão de Douglão e depois de Cardozo. Ambos casuais. Golo limpo.

59'
Rodrigo cai na área, mas Salino apenas ganha a posição. Não há falta.

62'
Golo limpo de Mossoró. Não há fora-de-jogo.

70'
Mão de Custódio na área Bracarense. Penalty claro. O único erro é a expulsão de Douglão, quando é Custódio que faz a falta. Expulsão incorrecta. Deveria ser amarelo para Custódio.

81'
Golo anulado a Cardozo. O Paraguaio não chega a tocar em Beto. O árbitro faz o habitual. Na pequena área é sempre falta sobre o Guarda-redes.

Resultado correcto: 3-2


Gil Vicente- 0 : FC Porto- 0

20'
Bola na mão de Otamendi, dentro da área do Porto. Lance casual.

36'
Golo anulado a Lucho. Fora-de-jogo claro.

55'
Mangala pede penalty. Há contacto, mas não me parece suficiente para falta.

69'
Simulação clara de James. Não há penalty.

85'
Kléber é impedido de atacar a bola, dentro da áres gilista. Ele jamais faria golo, mas o brasileiro sofre claramente falta. O árbitro nada marcou.

97'
O árbitro deu 5 minutos de desconto, mas o jogo durou até aos 7'. Completamente absurdo e desnecessário.

Resultado correcto: 0-0


V. Guimarães- 0 : Sporting- 0


Nada de importante a realçar


Classificação:
Benfica- 3 pontos
FCPorto- 1
Sporting- 1

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Passagem de Testemunho?

Vilarinho passa a Vieira











Vieira passa a Moniz?

Off-topic: Alguém me explique qual a droga que produz este efeito?

Pimenta Machado, Manuel Vilarinho e Luís Filipe Vieira

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Mundo de Influências!

Toda a gente sabe que o futebol - profissional - hoje em dia é mais do que atletas a competir, é uma forma de movimentar dinheiros e influências.

Sem querer alongar-me no historial de arranjinhos e combinados nacionais que a história recente vem assistindo, venho chamar-vos à atenção de um problema grave que vem assolando o nosso país: a corrupção.

Fonte:  http://mastergroove2010.blogspot.com
A corrupção começa com os favores aos amigos, com uma nota como recompensa por serviços prestados, com uma nota no meio de um documento para acelerar um determinado processo, com uma colocação numa empresa, com um cargo político, com um ordenado chorudo, com regalias acima da média, com um à vontade perante a lei e os bons costumes.

Com o acentuar da crise e com a cobiça tradicional de quem nada consegue pelo seu próprio esforço, surgem figuras, que passam a ser incontornáveis. A história portuguesa é fértil de casos deste género e todos nós já tivemos contacto ou pelo menos tivemos conhecimento de histórias de favorecimento/corrupção.

A história do senhor é mais do que conhecida, é tão badalada e admirada por quem tem a esperteza como objectivo que chega a ser quase um hino à desonestidade. Tudo em favor de uma causa - vende ele. Tudo a favor de uma conta bancária e da manutenção de um estilo de vida - digo eu.

Desde os primórdios que se foi aproximando de pessoas influenciáveis e que podiam à força de braços e da violência física, mudar as coisas de forma a conseguirem fazer valer os seus objectivos.

Da pressão psicológica que exerceu sobre o presidente na instituição, que substituiu logo depois, para a teia conspirativa que ajudou a criar nos Orfeu's deste nosso Portugal, esta figura sinistra sempre deambulou pelo obscuro mundo corrupto e das actividades menos lícitas.

As massas ouviam atentamente o seu discurso populista e de terror, como se houvesse uma guerra entre os poderes instituídos e os obscuros. Não perceberam - ou não pretenderam fazê-lo - que estavam a ser alvo de manipulação.

Após ter tomado à força a cadeira do poder, projectou em conjunto com os cabeças de lista escolhidos a dedo, para controlar as principais entidades desportivas da cidade e sobretudo movimentar influências sobre o poder desportivo: federações, associações e arbitragem.

Percebeu que muitos vigaristas também queriam beber dessas influências para subir ao poder, mas neste caso ao poder político, que muitas vezes influenciava decisivamente as opções, negócios, leis e regras a serem tomadas no mundo desportivo.

Logo então, assistiu-se a uma infindável lista de nomes com ligações obscuras, a subirem ao poder e a retribuírem os favores recebidos - condição sine qua non  para quem quer merecer e receber os apoios do sistema.

Com tanto poder nas mãos, a vida devassa era aceite pela sociedade, o culto à personalidade era algo que legitimava qualquer dúvida de idoneidade e o dinheiro, meus amigos, o dinheiro fala sempre mais alto. E isso não faltava nos sacos azuis e nas nojentas negociatas por conexões em Aveiro (vulgo: Aveiro Connection) e por máfias da noite instaladas na cidade.

Conseguiria para além disso, favorecer alguns amigos a montarem negócios milionários e completamente sem controlo e sem concorrência na comunicação social. Os direitos televisivos, as pessoas que trabalham nos departamentos, em suma: as pessoas-chave nos locais-chave. A televisão pública, nomeadamente no departamento desportivo, tem o sotaque do norte, tem jornalistas dependentes da força deste sistema.

Infelizmente, mesmo com todo o arranjo e planos maquiavélicos de controlo, o povo continua a ver uma Luz ao fundo do túnel: encarnada e branca. 

A figura sinistra, não consegue convencer todos, tem por vezes dificuldades em fazer valer a sua obscura força e privilégios. E vai perdendo o poder que granjeou e amedrontou tantos ao longo dos anos. Dizem que é a velhice, eu digo que é já falta de discernimento.

Mas a missão da vida deste homem é o ódio pelo Benfica, - o ódio e o amor andam tão juntos -  diria que pela moral e bons costumes como se consegue ver pelo mais íntimo e particular historial na sua família. Um vigarista morre vigarista e um que forjou a história não pode deixar morrer a sua vil herança.

Vermelho: é essa a cor que pretende apagar e destruir, tal é o seu maligno propósito. 

Utilizou todas as jogadas e planos ímpios que conseguiu, movimentou todas as influências possíveis e mesmo assim esta força encarnada ameaçadora, para o seu status-quo, regressa.

Nem treinadores contratados para extinguir equipas campeãs, nem jogadores roubados, nem conquistas realizadas, afastam aqueles que conseguem ver a Luz. Que distinguem os bons dos maus, dos corruptos, das pessoas de bem, dos que pertencem ao sistema e dos que o combatem.  Que se mantêm fiéis e irredutíveis!

Que distinguem o bem do mal e que muito embora insatisfeitos e revoltados, sabem que virá o dia em que a verdade imperará sobre a mentira. Que apesar de vozes discordante, são a imagem democrática do que um país, instituição ou povo devia ser. Não um anuir frustrado às regras obscuras que lhes são colocada, como é  apanágio a norte.

Hoje é nítido que não consegue fazer face a tanto investimento obscuro - as comissões tornam-se caras e os vigaristas no poder começam a querer "comer cada vez mais" - e quer a todo o custo controlar fundos, e passes e compras de jogadores. Para pagar ordenados e dívidas e comissões, para a todo o custo manter uma estrutura deficiente e sem formas de sustentabilidade.



Há que manter as aparências. Há que manter o seu estilo de vida. Há que manter as joviais acompanhantes satisfeitas com o dinheiro, já que o resto teima em não funcionar. E por isso a figura lá anda. 
(Des)governando como bem entende, por que sem ele o sistema colapsa porque o seu criador não pode desaparecer, colocando em risco toda a rede.

O que fazer quando o dinheiro - o tal fôlego maligno que vai unindo a teia - não dá para tudo?
Quando jogadores não recebem os seus ordenados colocando em risco a "união de grupo" tão famosa?
Quando modalidades amadoras deixam de competir porque os "apoios políticos" não surgem?

Movem-se influências para ajudar os amigos, que por sua vez os ajudarão a eles.
Obriga-se a RTP a manter contratos milionários em vigor, quando não têm capital e quando a concorrência mais endinheirada não os aceita.
Exige-se que a comunicação social propague a mensagem de oposição e que esconda os problemas e negociatas recentes.
Movimentam-se poderes políticos, sem moral e bons costumes, para serem porta-voz do sistema e que tudo faça para que ele prevaleça, em troco da manutenção dos seus cargos políticos.
Colocam-se figuras de proa nas direcções dos seus adversários para conseguirem mais informações, mais apoios, mais negócios - veja-se o caso do maçã podre -, mais vitórias sem brilho.

Exigem-se aos corruptos do sistema, vassalagem!
Até quando? 

Até quando vamos deixá-los jogar o jogo do poder, sem que possamos desmascará-los?
O trabalho realizado na internet não consegue ser silenciado, mas raramente chega ao Povo pelos canais tradicionais, movimentados e controlados pelo sistema.

Estou realmente farto, como português, como contribuinte, como adepto de futebol.
Criminosos não deviam estar presos?

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Insistir nos erros

"Yoh, eu tou malucooo!  Yoh, eu tou malucooo! - e o LFV deixa."

"Pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita!"
Esta frase quase podia descrever na perfeição Jorge Jesus.

É um fulano rigoroso, com espírito combativo, agressivo, picuinhas e que exige sempre o máximo aos seus jogadores enquanto treinador. Aplica-se no estudo táctico e procura jogar um futebol bonito e ofensivo.

Todas estas 'qualidades' foram uma surpresa positiva apenas na 1ª época no Glorioso, visto agora, sem o efeito-surpresa, parece que a sua agenda é outra e facilita o trabalho das equipas que vêm jogar com o Benfica. E isto irrita qualquer um, ainda mais quando ele próprio fez mea-culpa da época passada e ter admitido chamemos-lhe 'equívocos'.

Se me questionam: Quem melhor do que Jesus para devolver o Glorioso às vitórias?
Sinceramente confesso não saber, até porque pagar uma rescisão de contrato a um treinador que aufere 333 mil euros/mês de ordenado não deve ser fácil, mas não obstante ter esse montante para convencer um treinador também não deve ser difícil.

Mas é fácil perceber que o Benfica está refém de Jesus, não só nas questões contratuais como na questão de planeamento. Como no passado, assistem-se a discutíveis opções e contratações. Mas pior "cego é aquele que não quer ver" e está claro que Jesus recusa-se a mudar.

Isso irrita qualquer um e irrita mais um benfiquista.
Qual é o benfiquista que gosta de assistir novamente a erros de casting e a erros de palmatória?
Qual é a motivação de um benfiquista para assistir a jogos quando as escolhas do onze titular não são os melhores?
Teremos gozo por criticar as evidentes lacunas e erros sistemáticos? Seremos masoquistas?

Sem pretender tirar o valor a ninguém:

Expliquem aqui ao leigo que motivação pode ter um Luisinho, defesa-esquerdo de raiz, escolhido por Jesus para colmatar o 'pesadelo' Emerson e a opção da direcção que ele nunca aceitou Capdevilla, para o lado esquerdo da defesa?  

Que motivação tem um Carlos Martins que realiza uma extraordinária pré-época e que no primeiro jogo recebe 'um atestado de incompetência' e fica no banco - justificado como muitos querem por uma discutível opção táctica: dois avançados ao invés de um.

Dois avançados titulares sem substitutos no banco? Surpreendente para todos!

Expliquem-me as várias opções para o lado direito do ataque e a motivação de saberem que depois do seu esforço e mesmo sem ter sido utilizado nos jogos anteriores, o regressado Salvio ganha o lugar de estaca?

Expliquem-me um meio-campo limitado ao esforço de Javi e de Witsel...

Jesus lida com homens e deve saber motivar o plantel como um todo e não insistir em erros de palmatória, erros do passado e sobretudo erros que nos vão custando pontos, vitórias e títulos...

Eu sei que quero muitas explicações e que ninguém me pode dar...
Mas o que eu queria mesmo, era ganhar jogos.

Nota: Começamos todos a ficar fartos de 'bater' no homem. Continuo a dizer que não vejo quem possa liderar este Benfica hoje e nem me passa pela cabeça mudanças drásticas e 'tiros nos pés'. Mas gostava que esse senhor 'levasse um banho de humildade' ou pelo menos um puxão de orelhas como normalmente dá aos seus jogadores!

- Ah e tal, é o primeiro jogo e os outros empataram. Quero lá saber! O que me interessa é que o Glorioso não venceu e "pimenta no c* dos outros, é refresco!"

domingo, 19 de agosto de 2012

O 1º Jogo: A análise...

Ao Benfica ainda falta a alta rotação. Começou por se surpreender com o adversário, depois tomou conta do jogo, e acabou o jogo sem conseguir furar a defesa de 9 homens atrás da bola que o Braga impôs após o 2-2.
Os jogadores começaram a querer resolver o jogo sozinhos, quando o que se impunha era rodar a bola de flanco para flanco até aparecer um espaço para o 3-2. O cansaço e a falta de discernimento bloquearam a solução.
A minha análise sector a sector.

Defesa:
Na defesa obviamente as coisas não estiveram bem. Melgarejo está nos 2 golos do Braga. No primeiro, após um excelente cruzamento de Ismaily, percebeu que tinha um homem nas costas mas decidiu mal. Assustou-se com a sombra de um adversário que nem sequer estava tão perto como ele pensou. O ideal era dominar e atirar para fora. No segundo, tentou não ceder canto e acabou a fazer uma grande asneira. Fora da sua posição e a ser testado constantemente, pelos adeptos e crítica, Melgarejo, que até não fez mal a posição, teve uma noite que espera esquecer o mais rápido possível. E nós também.
Garay esteve seguro, Luisão para variar nem tanto. Maxi não foi a locomotiva habitual, mas podemos sempre contar com ele para a luta.


Meio-campo:
No meio campo destacou-se Witsel. É soberbo. Lúcido e elegante. Ofusca por completo os colegas.

Ataque:
Pouco dado ao choque, o ataque do Benfica, viveu das arrancadas de Rodrigo.

Jesus:
Teve coragem, ao lançar a equipa inicial que lançou, e voltou a demonstrar coragem ao lançar dois homem após o segundo golo dos minhotos. Podemos criticar as mexidas de Jesus, mas ninguém pode dizer que ele é cagão. Arrisca sem medo.

Soares Dias:
Errou ao expulsar Douglão, até porque quem fez a falta foi Custódio. No geral fez uma boa arbitragem, mas embora de difícil análise, penso que anulou mal o golo a Cardozo. Beto não sofreu nenhum toque e tem a escola toda.

Nem bom, nem mau!

A liga 2012/2013, para o Benfica, começou nem bem, nem mal!
Não fizemos um grande jogo....mas fomos melhores.
Fizemos 2 golos a uma equipa que costuma defender muito bem...mas oferecemos 2 também.
Não ganhamos...mas evitamos uma derrota em casa.

Foram muitos os erros na defesa. Luisão aos 7 minutos num lapso incrível. Mas sobretudo os dois lances caricatos de Melgarejo. Não deve estar a ser fácil esta noite, para o Paraguaio.

O Benfica não foi capaz de vergar uma equipa que prometeu muito, mas só de boca, uma vez que apresentou-se na luz, como sempre, com medo, com cautelas e defendendo. Depois do Benfica fazer o 2-2, era ver o "corajoso" Peseiro a lançar centrais uns atrás dos outros.


Jesus por seu lado, teve coragem em lançar Rodrigo, começando o jogo com dois homens na frente. Por isso Martins teve que esperar no banco. Witsel mais uma vez foi decisivo no jogo. Que qualidade.

O Benfica, mesmo sem maestro (Aimar e Martins no banco) foi superior ao adversário, a maior parte do tempo.

Na direita Maxi, o habitual, na esquerda o adaptado Melgarejo. Nas alas, César e Sálvio. Gaitán desapareceu da equipa principal.



Fica tudo como no início, e o Benfica começa com -2 pontos. Se os erros forem corrigidos, não há motivo para alarme. Para já.........

PS
Os erros de Melgarejo, nada tem a ver com a sua utilização a lateral. Na posição, até nem esteve mal, considerando que ainda está a aprender. Os erros do Paraguaio tem antes a ver com más decisões que lhe poderiam ter acontecido noutra posição do campo, ou mesmo a um outro qualquer lateral esquerdo.

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Vieira vs Vadias

Certas vadias que pululam pelo futebol Português, aproveitaram a situação de Luisão para aparecem.
A resposta de Vieira não se fez esperar.

"...Vergonha é ser condenado por corrupção desportiva; Vergonha para o país foi saber-se que houve quem corrompesse árbitros com prostitutas e outros esquemas; Vergonha é recordar a imagem de árbitros como José Pratas e outros a fugirem de campo de jogadores e adeptos; Vergonha é agredir jornalistas por terem opinião.
Vergonha é intimidar pessoas do próprio clube apenas porque pensam de forma diferente; Vergonha é ameaçar ou agredir jogadores apenas porque estes não querem renovar ou ser emprestados.
Vergonha é ter ordenados em atraso e fazer de conta que não se passa nada..."

TUDO DITO..........

A Palhaçada em Gaia continua... (Pf partilhem!)



Pago pelo erário público para usufruto dos "privados", sempre da mesma cor! :)
A luta pela câmara do Porto e os apoios necessários trazem, pelo visto, negócios obscuros e inexplicáveis!

Lembrem-se que o centro de estágio do clube do freixo é pago pela módica quantia de €500/mês por um período de 50 anos. Assim se sobe em Portugal!

Quer-me parecer que ainda assim o Menezes & Companhia, não vão conseguir os seus intentos...

Vejam, analisem as queixas inequívocas e por favor partilhem:
https://www.facebook.com/atletismoemgaia

Mais info aqui: http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=345780&rss=1

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Dar um tiro no pé!

O Benfica, na Alemanha, deu um tiro no pé!
Primeiro, foi Javi a "arranjar" uma "quase" expulsão que o retirará?? do jogo contra o Braga.
Depois foi Luisão a deitar o árbitro ao chão, o que poderá resultar num castigo de proporções insuportáveis para os lados da luz.
A confusão instalou-se e o Benfica não soube amenizar as consequências. Começaram todos a rir-se do teatro óbvio do árbitro, em vez de tentar resolver a situação falando com ele.
Agora tudo depende do que o "artista" escrever no relatório. Depende aliás se há relatório.


Aconteça o que acontecer, e mesmo que o Benfica não sofra castigos, a verdade é que esta situação não beneficia em nada a imagem do Benfica. Provavelmente, não volta a ser convidado para jogos particulares em solo germânico....

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Comparações...


Para vossa reflexão: "Estará o Ola John para Jorge Jesus, como estava Javier Balboa para Quique Flores?"

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Confusões futebolísticas



Depois da "Oportunidade histórica" perdida e de muitos afazeres pessoais, académicos e profissionais confesso que não tive disponibilidade - e vontade - para vir aqui falar convosco {Acredito ao escrever estes textos, que para além de mim haverá pelo menos mais pessoas a lê-los, por isso uso a figura da 3ª pessoa aqui.}

No meio de tanta confusão a que se assiste em termos de preparação da nova época, anseio rapidamente por uma limpeza administrativa e de balneário. Nota-se perfeitamente que há muito interesse (económico) por trás das contratações e opções tomadas.

Em Janeiro dei o mote: Que tal Salvio?

Não pensei que passasse tanto tempo e custasse tanto dinheiro mas questiono onde colocar os restantes extremos da equipa?

Em todo o caso, Jesus e LFV (e sua comandita) estão a mais e isso é nítido.
Em jeito de previsão acertada como a anterior, na próxima época, quero um novo treinador e um novo presidente.

Desta época, as minhas expectativas estão em baixo: quero apenas o campeonato, a taça e a taça da liga.

Tenho dito. Obrigado!
Saudações benfiquistas,
- MF

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...