quarta-feira, 23 de março de 2011

Pior que não saber perder....é não saber ganhar!

Palavras para quê! Bolas de golfe, isqueiros, pedras nos autocarros, pedras nas casas do Benfica um pouco por todo o país, dirigentes que não condenam mas silenciosamente apoiam. Novas pedradas, agressões à porta de restaurantes. Até quando. Como violência gera violência temo pelo futuro.... Palavras para quê, ficam as imagens.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Quartos de final e agora????

Hoje o sorteio da Liga Europa, não foi nem mau, nem bom, para o Benfica. Havia piores e havia...o Twente. Calhou-nos em sorte o PSV, líder holandês e histórico do futebol europeu. Um adversário de má memória. Não é o PSV dos anos 80, mas o Benfica também ainda não é a mesma equipa de 70/80.
Basicamente a sorte ditou:


FCPorto - Spartak
Benfica - PSV
Villarreal - Twente
D. Kiev - Braga





Aspectos positivos: antes de mais o facto de começarmos a jogar em casa. Apesar dos últimos resultados (2-1 contra Alemães e Franceses), penso que um bom resultado em casa, num dia normal, pode ser 3/4 do caminho percorrido nesta eliminatória. Se passarmos apanhamos o vencedor do Kiev-Braga. Em princípio era importante, para já, fugir ao Villarreal.

Quais as reais hipóteses do Benfica na Liga Europa??

Honestamente, penso que o Benfica, neste momento, está numa 2ª linha de possíveis vencedores. Juntamente com o próprio PSV, Kiev e Spartak. Penso que Twente e Braga são mesmo os menos cotados, mas considero o FCPorto e Villarreal as equipas que tem mais hipóteses de vencer. Por várias razões. E nenhuma delas é porque estas equipas são melhores que o Benfica.

No caso dos Espanhóis, tratasse de uma equipa que joga num campeonato muito competitivo, o que melhora os níveis da própria equipa. É uma equipa forte e com talento. No caso dos portistas, penso que é uma equipa matreira, mais preparada na europa, musculada, e que sabe muito bem "descansar" com a bola. A principal diferença entre Porto e Benfica é que os azuis e brancos controlam muito a bola, sofrem menos contra-ataques porque tem muita bola, não correm demasiado e são uma equipa matreira. O Benfica só sabe atacar, e em velocidade, com arrancadas que deixam os adeptos loucos, mas sofre também por isso alguns contra-ataques perigosos, que apanham muitas vezes a equipa descompensada. E toda esta velocidade traz cansaço e lesões musculares que não acontecem por exemplo no Porto. As hipóteses do Benfica nesta competição, aumentarão, se o Benfica aparecer neste final de época com uma frescura, que eu não vejo neste momento. E não nos podemos esquecer... que foi esta falta de frescura....que nos eliminou o ano passado em Liverpool.

De qualquer forma, os imigrantes já andam nervosos. É preciso arranjar bilhetes para Eindhoven, é preciso faltar ao emprego, é preciso estar com o Benfica. Até 14 de Abril, muito imigrante já sonha com nova invasão, desta vez, aos pequenos países baixos.

BENFICAAAAA...

quinta-feira, 17 de março de 2011

Um a um ... as águias

Roberto- Aos 78 uma defesa salvadora, foi abraçado por todos pois perceberam que ali naquela defesa, estava a passagem

Maxi- Jogou mal, foi muitas vezes ultrapassado, teve uma noite difícil pois pela frente apanhou Néne, um grande jogador. Mas uma coisa é jogar mal, outra coisa é não correr, não lutar, e isso Maxi não faz. Maxi jogou mal (na 1ª mão tinha sido o melhor), mas não virou a cara à luta, correu, sofreu e cada vez mais tenho a certeza que é destes jogadores que o Benfica precisa. A renovação é uma obrigação. Queremos Maxi no Benfica muitos anos.

Coentrão- o Ferrari amarelo, não parece se cansar nunca. Cada arrancada deixava as bancadas loucas. Sempre que arrancou levava tudo à frente. Aos 81 teve uma arrancada que ia dar golo, foi parado por Armand que levou amarelo mas merecia vermelho.

Luisão- Um general...um ge-ne-ral. Falhou 1 vez e Roberto salvou, e ele como um General que é, abraçou o seu soldado. Luisão é o Benfica.

Sidnei- Bem melhor que na 1ª mão. Esteve seguro e é isso que se lhe pede.

Garcia- Esteve mais uma vez muito só. Não consegue estar em todo o lado. No golo Francês não estava lá. No total foi uma exibição positiva.

Sálvio- O mesmo de sempre. Boas arrancadas. Aos 93 fez uma arrancada fantástica. Não foi brilhante mas foi bom.

Gaitán- Um bom jogo. No geral é um grande jogador. Fez o golo que deu a passagem. O Benfica depende muito dos seus alas.

Aimar- Bom pormenores mas o físico não dá para mais.

Saviola- Um jogo para esquecer. Não é de agora, mas esta semana foi difícil para ele. Precisamos do grande Saviola de volta.

Cardozo- Não corre, não se faz aos lances, só joga com a bola nos pés.  Às vezes chega a ser ridículo.

Martins- Entrou na 2ª parte mas aqueles passes teleguiados não saíram. Ofereceu ao jogo o seu esforço. Tem raça.

Peixoto- Jogou pouco mas no pouco que jogou esteve bem.

Jardel- Entrou para povoar.

Paris....a cidade-LUZ
















O Benfica passou aos quartos de final da Liga Europa. De resto a Liga Europa tem ainda nos quartos, o FC Porto e o Sp. Braga, o que é verdadeiramente inédito.
Em Paris, o Benfica jogou em casa. Dos 44mil lugares, 30mil falavam Português, e fizeram-se sentir constantemente. Muitas vezes se ouviu cânticos dirigidos ao glorioso, sofreu-se, houve empolgamento sempre que o Benfica dava arrancadas em direcção à baliza Francesa, festejou-se muito o golo e a passagem final. O Benfica cada vez mais é um caso raro na Europa, ninguém no mundo se apresenta na casa do adversário com o dobro dos adeptos que o próprio adversário. Não sei se o Benfica é o melhor clube do mundo, mas tenho a certeza que o Benfica tem os melhores adeptos do mundo. Disso não tenho dúvidas. Onde quer o Benfica vá, há gente de vermelho, há amor por um clube que nada mais é do que a expressão do sentimento popular.
Mais que um clube, o Benfica é um povo........

O jogo começou equilibrado, com o Benfica lançando venenosos contra golpes, sobretudo pelos seus alas. Era importante segurar o natural ímpeto inicial do PSG e deixar bem claro que se houvesse hipótese, o Benfica ia ao ataque sempre que pudesse. Ao passar dos 27 minutos Gaitán, numa descida, em vez de cruzar, resolveu rematar, e o Keeper aceitou. Era o golo da tranquilidade. Foi a euforia no Parque dos Príncipes.
A festa não durou muito pois aos 35 minutos, Bodmer fez um excelente golo, de primeira, não deixando qualquer hipótese a Roberto. Foi com estas bases que o jogo se arrastou para o intervalo com o PSG a atacar mais e a acreditar que poderia na 2ª parte virar o jogo.
Na 2ª parte o Benfica soube congelar a bola mais vezes (algo que raramente fazemos), fez alguns contra-ataques de qualidade, perdeu alguns golos e susteve os ataques do PSG. O grande momento do jogo acabou por acontecer aos 78 minutos, quando depois de um ressalto feliz, com a bola à mercê, um avançado do PSG desperdiçou o 2-1, numa defesa MONUMENTAL de Roberto, que acabou por segurar o empate até ao fim.

Hoje temos a certeza que milhares de "Parisienses" que falam Português, irão dormir felizes, e acordar bem-dispostos e amanhã nos seus trabalhos ou empregos, irão levar bem alto o nome do Glorioso Benfica de Portugal.

Para Paris... com amor...


O Benfica vai a Paris. É a liga Europa. E apesar de se meter no avião e ir jogar noutro país... vai jogar em casa...e perante os seus adeptos....

Dos 46 mil lugares, 30 mil serão encarnados. Emigrantes, que anseiam por ver o Benfica. Estes Benfiquistas/Portugueses merecem ver o grande Benfica.
O Benfica TEM A OBRIGAÇÃO DE JOGAR E PASSAR A ELIMINATÓRIA. Por várias razões.

Primeiro porque já abdicou do Campeonato, e bem, apostando tudo na Liga Europa. Segundo porque com este apoio, qualquer equipa deve-se sentir confortável. O Benfica deve a esta gente um grande jogo e uma grande vitória. Qualquer equipa do mundo gostaria de ter o mesmo apoio que o Benfica teve em Estugarda e terá em Paris. Amanhã não pode haver desculpas. Equipa fresca e apoiada. Teremos mais adeptos que a própria equipa da casa, a mais conhecida e famosa da capital Francesa.

O Benfica irá apresentar a melhor equipa que tem, num momento absolutamente decisivo para quem quer mesmo ganhar a competição. Cá...em Lisboa... o Benfica não foi o Benfica. Eu estive lá. Foi uma equipa lenta, às vezes dominada, começou a perder, foi por vezes envolvido no jogo dos Franceses, e apenas a partir dos 30 minutos reagiu e chegou ao empate num belo lance de Martins e grande momento de Maxi, o melhor, na minha opinião, em campo. A entrega de Maxi é genuína. Merece renovar e continuar no clube. O 2 golo acabou por ser um bom momento de Jara, que está a aparecer e poderá agarrar o lugar no ataque.

Em Paris, isto não se poderá repetir e o Benfica tem que se mentalizar, que em condições normais, é melhor equipa que o PSG.

Força Benfica...

segunda-feira, 14 de março de 2011

O Benfica é GRANDE! Nada temam...



















No momento em que escrevo este texto, o S.L. Benfica encontra-se com uma diferença de 10pts para o 1º classificado do campeonato, o F.C. Porto e a uns distantes 15 pts para o 3º classificado, o Sporting C.P..

Muito por culpa de um início tumultuoso, onde se dividem culpas entre um guardião espanhol que tarda a ser seguro "nos céus", processos técnico-tácticos não tão bem assimilados na pré-época, consequente falta de ritmo e a "outras jogadas" fora das 4 linhas, o S.L. Benfica bem cedo evidenciou que teria de trabalhar "o triplo" do que os seus adversários para poder rivalidar o título: há quem tenha esquecido e faça por esquecer mas eu vou recordar: O BENFICA é CAMPEÃO em Título!

Percebemos, que a equipa teria de expressar o seu futebol de modo a suplantar a concorrência - que só talvez se tenha observado desde o início do ano de 2011, mais concretamente desde Fevereiro em diante;

Teria que manter o grupo coeso a todas as jogadas de bastidores - e nesse aspecto acredito que a diferença de comportamentos e fair-play é notória, basta ver a recepção do Benfica no Porto e Braga;

Bem como, teria de saber gerir o esforço de um plantel que se pretende que compita nas várias competições onde está inserido.

Como já disse antes, actualmente o objectivo de ser campeão é para além da glória e motivação extra, a confirmação da entrada na Liga milionária e consequentemente a "salvação" para os cofres de qualquer clube com ambições para o título nacional, que se pretenda manter "são e viável financeiramente" no nosso campeonato!

Se a opinião unânime de que é muito difícil para o Benfica sagrar-se campeão, também o será (direi eu: mais ainda) que o 3º classificado atinja a 2ª posição, a 2ª entrada possível para o "euromilhões" dos clubes.

Posto isto, o Benfica começou a preparar o "ataque" às 3 competições onde pode ser vencedor.
A taça de Portugal, a taça da Liga e a Liga Europa. Não vejo por isso, as opções de Jesus com "maus-olhos"! Aliás, acredito que Jesus só tenha falhado em não ter conseguido, fazer a gestão do plantel de forma mais regular ao longo da época.

Nota-se por exemplo que Jara é uma 2ª opção mas que pode ser titular.
E que dizer de Kardec, Nuno Gomes e Weldon? É evidente a falta de ritmo.
Já para não falar da 2ª linha da defesa que é muito inferior em qualidade do que os habituais titulares. E esta, quanto a mim, é a principal falha em Jesus. Optar pelo mais seguro, do resultado a curto-prazo (certo) em prol do longo-prazo (incerto).

O que é certo, é que Jesus no seu "reinado" na Luz, fez e continua a fazer história. E enquanto os jogadores evidenciarem cansaço físico mas uma suprema motivação mental por vitórias, então será sempre a melhor opção para treinar o Glorioso. O futebol é atraente, vê-se "fio de jogo", quem assiste sai a maior parte das vezes convencido que podemos fazer "mossa" a qualquer equipa.

A melhor forma de expressar essa certeza é hoje compararmos o plantel actual com os grandes nomes do passado e sentir que ainda que haja diferenças, há também surpreendentes semelhanças. Hoje o Benfica tem uma equipa ganhadora, com nomes mundialmente conhecidos e temível. Por isso interessa aos nossos directos adversários, desmotivar o Benfica e sobretudo fazer tudo para que os objectivos financeiros não sejam atingidos.

Mas isso é realmente um engano!
O Benfica nunca esteve tão certo do seu caminho e repleto de opções!
Senão veja-se: o plantel é dos mais valorizados da europa, as receitas são das maiores da europa, temos o maior nº de sócios (pagantes), temos expressão mundial e sobretudo não temos o futuro comprometido com estagnações, crises e lutas de poder (questiono os camaradas portistas sobre o que vai ser o F.C. Porto sem o seu Padrinho. Cá estaremos para assistir decerto.)

Quem como eu penou pelo período: Damásio - Vale e Azevedo - Artur Jorge, sabe que não poderíamos estar melhor!

Por isso não me preocupa nada que o Benfica tenha esta diferença pontual, ao contrário dos nossos rivais que mesmo que houvesse uma diferença de 30 pts continuavam a olhar a tremer para a tabela classificativa, porque isso é uma demonstração clara de temor e respeito, mas sobretudo porque têm a consciência que a diferença que "conquistaram" não expressa a realidade!

Preocupar-me-ei se o Benfica, não mantiver este potencial futebolístico e não conseguir fazer histórias nas outras competições que almeja vencer!

O Benfica é Glorioso e Enorme! E semana após semana, observamos isso nos comentários maldosos, nas agressões verbais e físicas, no receio com que vêm o ascendente da nossa equipa todos os dias na TV, jornais e revistas - ainda querem baixar os valores negociais das transmissões televisivas quando benfiquistas e anti-benfiquistas, seguem os jogos em records de share televisivo - e sobretudo porque ainda "jogando sujo" continuam a passar dificuldades financeiras, fruto de mafias concertadas e sempre em risco de serem desmascarados.

O Benfica joga uma cartada decisiva nos próximos dias. Quanto a mim pode bem ser o início do Benfica demolidor que se espera e receia por alguns, para a próxima época!

Lembrem-se que para manter o plantel incólume e competitivo, os nossos adversário vão ter que vender e comprar muito bem, respectivamente!
Sai em vantagem o Benfica! :)

sexta-feira, 4 de março de 2011

Melhor clube do Mundo em fevereiro

O Benfica foi distinguido pela Federação de História e Estatística do Futebol (IFFHS) como o melhor clube do mundo no mês de fevereiro de 2011.
A onda vitoriosa da formação de Jorge Jesus foi um fator decisivo para tal decisão. - Jornal Record








Contra factos não há argumentos. O BENFICA, goste-se ou não a norte, actualmente é a MELHOR EQUIPA EM PORTUGAL.
http://www.iffhs.de/?3d4d443d0b803e8b447cce02285fdcdc3bfcdc0aec70aeedbc05

1ª Final

Está aí a 1ª final e será contra o Paços de Ferreira
Mais uma vitória em que o Benfica provou que os jogos são até ao fim.
O Sporting começou forte, bem montado, a jogar com alguma rapidez e o Benfica ontem mostrou que está cansado. A velocidade constante e trocas de bolas rápidas estão a começar a deixar mazelas. Temo que o cansaço seja um obstáculo em Braga.
O 1º golo foi mesmo do Sporting. Postiga limitou-se a aproveitar uma falha de Roberto. A bola foi metida, ali entre os centrais e o guarda-redes, e ele saiu tarde. Depois houve um penalty em que Cardoso voltou a comprometer. Felizmente, menos de um minuto depois fez um empate. Foi muito importante empatar antes do intervalo e sobretudo ter sido Cardoso, porque fez esquecer na cabeça dos adeptos e na dele mais um penalty falhado.
Na 2ª parte o Sporting voltou a entrar bem, sobretudo Postiga, que foi sempre um perigo. A meio da 2ª parte o Sporting foi abaixo, porque não está habituado a jogar neste ritmo e aí o Benfica apareceu. É que em questões de igualdade física, o Benfica é muito melhor.

Jesus mais uma vez foi ousado e foi recompensado por isso. Ainda o jogo estava empatado e ele lançou pedras para o ataque, demonstrando claramente que queria ganhar o jogo. Nesse período lançou Jara para o lugar de Gaitán (exausto), que dinamizou a ala com constantes lançamento para a área, e movimentações rápidas. Logo a seguir lançou Aimar para o lugar de Martins e em seguida Filipe Menezes para o lugar de Aimar por lesão.
Aos 91, mais coisa menos coisa, mais uma bola metida na área, e Cardoso como quem nem sabe o que está a fazer, isola Garcia e este, com classe, coloca a bola na baliza. Era a final.

Parece sorte, e o Benfica acabou por ser feliz, mas a ousadia de Jesus, metendo homens no ataque proporciona que as bolas sobrem para os jogadores do Benfica pois são muitos na área.

De realçar que Roberto a 5 minutos do fim, fez uma defesa fantástica a remate de Matias (igual a Alvalade) que podia naquele momento colocar o Sporting na final. Roberto no chão é muito bom, no ar....precisa trabalhar mais.

O ano passado o Benfica, dizia-se, que não conseguia virar os jogos. Este ano tornou-se especialista em reviravoltas. Estugarda, Marítimo e Sporting. Tudo isto só é possível, graças ao talento, mas também à alma que está equipa tem.

terça-feira, 1 de março de 2011

Eternamente Benfica


Gostaria de compartilhar com todos,uma carta de David Luiz,endereçada a todo o universo benfiquista,e que foi lida ontem,na Gala do 107º Aniversário do nosso clube:

"Caros amigos,

Esta foi a forma que encontrei para, não podendo estar presente, poder, pelo menos, partilhar com vocês o que foram os últimos quatro anos da minha vida, o que representaram no meu crescimento e amadurecimento como homem e atleta.

Aprendi a amar o Benfica porque nesta caminhada vivi vitórias e derrotas, alegrias e tristezas, mas, fosse qual fosse o momento, nunca me senti sozinho. Sempre tive com quem partilhar todos os sentimentos, fosse dentro de campo ou fora dele, porque o Benfica entra no nosso coração e nunca mais sai. Por isso levei, levo e levarei sempre o Benfica no coração.

O Benfica é paixão, garra, cumplicidade, amizade, companheirismo, respeito, lealdade, conquista... Enfim, Benfica é parte da minha vida e nenhuma palavra consegue expressar a real grandeza deste clube.

Quero, na pessoa do presidente, agradecer a todos os adeptos e funcionários do clube o privilégio que me deram de poder fazer parte desta enorme família benfiquista. Agradecer, ainda, a todos os meus companheiros tudo o que partilharam comigo e dizer-lhes que continuo a acreditar que podem ganhar tudo!

Não era, aprendi a ser e sou um eterno benfiquista; obrigado a todos do fundo do meu coração!
Parabéns pelos 107 anos de muito carácter! O Benfica é único e sempre será o nosso Glorioso.

David Luiz 23"

Sintomático, não?

FONTE DA NOTÍCIA: JORNAL RECORD (EDIÇÃO DIA 01/03/2011)

5 segundos....para a eternidade.........

Uma vitória, a 17ª, arrancada a 5 segundos do fim. Haja coração, haja alma.
O Benfica verdade seja dita...nunca desistiu, nem os adeptos, 55 mil.
O Marítimo apresentou na luz, como já é habitual, o autocarro de 10 homens e um Keeper absolutamente abençoado (quem se esquece de Peçanha o ano passado?), que foi adiando lance após lance o golo.
Na 1ª parte o Benfica iniciou o jogo menos veloz do que o habitual, são muitos jogos prego a fundo, e as pernas começam a ceder. Mesmo assim o ataque e a posse de bola foram constantes (69% ao intervalo). Aos 21' Marcelo fez uma defesa fenomenal a cabeceamento do General Luisão. Mais tarde, Gaitán, depois de um passe magistral de Coentrão, enviou a bola ao poste esquerdo do Guarda-Redes insular.

Na 2ª parte o Benfica voltou ao ritmo de ataque a que nos acostumou, com a velocidade a ser pautada por Coentrão, Aimar (grande jogo), Sálvio ou Gaitán. Aos 56´ nova bola à trave por Cardoso depois de Sálvio ter tido mais uma oportunidade de golo onde Marcelo voltou a ser decisivo.

Aos 76 minutos o balde de água fria. Num canto que parecia inofensivo o golo de Djalma. Tudo parecia perdido…..

Mais eis que os adeptos encarnados, com a perfeita noção da injustiça do resultado e percebendo que o Benfica trabalhava o suficiente para merecer outro resultado, empurraram a equipa para a frente.  4 Minutos depois, Coentrão, depois de um grande passe de Cardoso, cruzou rasteiro para Sálvio, que com pouco ângulo, teve a mestria de colocar a bola perto do poste repondo a igualdade.
Foi o incentivo que os adeptos precisavam para incendiar o jogo, e os jogadores iniciaram o assalto final.

Uma palavra para Jorge Jesus, que demonstrou ser um homem de enorme coragem pois aos 68 minutos lançou Franco Jara para o lugar de Aimar e 4 minutos depois lançou Kardec para o lugar de Gaitán, acabando o jogo com 4 setas viradas para a baliza de Marcelo (Kardec, Jara, Cardoso e Saviola). Como se não bastasse, aos 85´ tirou Garcia, e lançou Martins ficando definitivamente sem ninguém para ajudar a defesa. Tudo ao ataque, rapidamente e em força.

Já perto dos 90´ Luisão fez um golo, que foi prontamente anulado, e bem, pelo árbitro por falta de Cardoso sobre o Guarda-Redes Marítimista em plena pequena área e Kardec cabeceou uma bola perigosa, milagrosamente defendida por Marcelo para a barra num momento mais uma vez infeliz dos encarnados.

O Benfica insistiu.
Os adeptos aos 93´começaram a gritar pelo clube, e das profundezas do inferno de azares e defesas impossíveis de Marcelo, exactamente aos 93 minutos e 55 segundos, dentro do tempo de desconto dado pelo árbitro, a bola foi metida na área e sobrou para o pé direito de Coentrão que não perdendo tempo a procurar o melhor pé, colocou de forma brilhante a bola dentro da baliza. O que se passou a seguir só pode ser visto na luz, invasão pacifica e emocionada de quem tanto mereceu esta vitória.
Alguns adeptos não aguentaram mais o sofrimento e saltaram para cima de Coentrão para festejar este vitória arrancada a ferro e fogo.


É caso para dizer que NINGUÉM PÁRA O BENFICA. Só um clube eterno, ganha jogos assim.




PS. - Só para terem uma ideia do volume de ataque, dos 90 minutos aos 94 o Benfica fez três ataques muito perigosos (Cabeceamento de Kardec ao poste, golo anulado a Luisão e golo de Coentrão). Em 4 minutos o Benfica atacou mais que muitas equipas o fazem em todo o jogo. NOTÁVEL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...